Sugestão para Leitura de Ana Lucia Brandão

18:05 Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato 0 Comments



KONSEK, Dieter.  Téo, o contador de histórias. Trad. Lisandro José Braga. Ilus do autor. São Paulo: Nova Alexandria, 2012. 40 págs. Il. Col. Téo já tinha sido considerado o melhor contador de histórias de seu vilarejo. Mas certo dia, ele perdeu a memória e passou a se esconder de tanta vergonha que sentia das crianças, para quem costumava contá-las. Um dia, ele acordou e avistou um duende, vindo de uma história. Ele lhe deu um botão vermelho mágico. Sempre que Téo o jogasse para o alto  três vezes, lembraria de uma boa história, o duende lhe garantiu. Ele então foi até o vilarejo. Era meio tarde e Téo resolveu contar uma história para um gato, para testar o tal botão. Quando deu por si, estava rodeado dos animais da vila. Na manhã seguinte, os animais haviam desaparecido e Téo continuava na fonte, de onde contara sua história. As crianças e os moradores foram atrás dos animais e os trouxeram de volta para o estábulo. Téo retornou a contar histórias até que, certo dia, percebeu que o botão havia desaparecido. E o duende passou rindo de seu espanto e lhe garantindo que aquelas eram histórias só suas e não do botão. Uma história deliciosa, de resgate dos contadores de histórias, com ilustrações divertidas e debochadas em giz de cera e lápis de cor, que retomam os principais momentos da narrativa escrita. Para crianças alfabetizadas ou para ser contada aos menores. (ALOB)   



You Might Also Like

0 comentários: